Qual é a vantagem de sermos bípedes?

  • 6 de fevereiro de 2019

Andar sobre dois apoios é fenomenal, não? Eu sei que muito provavelmente você nunca parou para pensar sobre isso, mas o bipedismo é fenomenal! Somos capazes de nos locomover enquanto executamos outras funções. Você consegue – apesar de não ser recomendado – usar o telefone enquanto caminha, você também pode correr e atirar um objeto – dependendo do teu nível de controle motor, é claro!

Por que somos bípedes? Quais são as desvantagens e desvantagens desse aspecto?

Bom, quanto ao motivo de andarmos em dois apoios existem opiniões diversas. O que se sabe é que isso aconteceu há aproximadamente 15 milhões de anos. Alguns científicos acreditam que essa alteração deu-se pela necessidade de termos saído das florestas e para habitar as savanas, onde maior alcance visual era necessário, portanto é melhor ter mais altura.

Já uma outra teoria diz que ficamos de pé para brigar melhor! Isso mesmo! Afinal, um soco vindo de cima é muito mais potente que um vindo de baixo. Nenhuma dessas hipóteses pode ser levada a cabo, é claro! Teorias devem ser consideradas e respeitadas!

Neste texto, exploramos um pouco mais sobre nossa evolução para o bipedalismo! Leia mais aqui!

É inegável a quantidade de benefícios trazidos pelo bipedismo, mas isso também nos traz algumas desvantagens. Nossos corpos lutam o tempo todo contra a gravidade em diversas articulações, cada uma delas fazendo o possível para que possamos nos sustentar da maneira mais eficaz e sem prejudicar umas às outras. É claro que com o tempo acabamos desenvolvendo técnicas e truques para vencer cada uma dessas dificuldades.

Uma das maravilhas descobertas pelo homem é o tratamento com o corpo, o que hoje chamamos de fisioterapia já existe desde os primeiros hominídeos.

Aqui, falamos sobre o uso da fisioterapia preventiva desde o século II. Conheça mais!

Se os primeiros homens faziam o possível para cuidar bem de seus corpos, em que nós – com toda a tecnologia atual – podemos fazer para aproveitar o melhor desse incrível maquinário?

Se você não faz ideia, entre em contato conosco, conheça um fisioterapeuta e veja o que ele pode fazer por você!

Dan de Araújo é escritor, professor de idiomas e biólogo. O conteúdo apresentado no texto é fruto de pesquisa, devidamente validada pelo fisioterapeuta Santiago Munhos (CREFITO 3-81224-F). Em caso de dúvidas, contate-o!

Siga nossas redes sociais para mais informações:

Santibras Fisioterapia

Dan de Araújo