Cervicalgia: suas causas e tratamentos.

  • 16 de abril de 2019

Talvez você ainda não tenha ouvido falar sobre cervicalgia, mas é um tipo de problema que torna-se cada dia mais recorrente. A cervicalgia é um problema na região cervical, que pode manifestar-se de diferentes modos e por diversos fatores. Neste texto vamos buscar esclarecer o que é e como tratar desse problema. Além de o identificar bem e evitar o uso de remédios desnecessários.

 

A cervicalgia é a dor nas vértebras cervicais. A coluna cervical é a porção mais frágil de nossa coluna, é um conjunto que liga a cabeça ao tronco. As dores podem manifestar-se de maneiras muito diferente de pessoa para pessoa, mas no geral são dores na região do pescoço que podem se espalhar para os ombros ou braços. É comum a queixa de rigidez no pescoço, formigamento e o desconforto é certeiro.

 

Leia aqui sobre outros tipos de dores no pescoço.

 

Quando essa dor ocorre apenas de um lado, chamamos de nevralgia cervicobraquial, que é causada por um pinçamento, mais ou menos como acontece no caso do famigerado nervo ciático.

 

Para conhecer sobre o nervo ciático e seus problemas, clique aqui.

 

A cervicalgia pode acontecer após um trauma, movimento brusco e até outros problemas que nem são diretamente na coluna ou no pescoço. Ela é mais comum em mulheres e a podemos dividir em dois tipos:

 

A cervicalgia aguda, onde a dor ocasionalmente passa em alguns dias;

 

A cervicalgia crônica, quando a dor dura semanas e pode agravar-se com o tempo.

 

O tratamento mais adequado é feito por um fisioterapeuta, que pode tanto reduzir a dor como tratar suas causas para que ela não volte. A princípio o instinto de qualquer um seria medicar-se. Tomar remédios para dor sem descobrir ou tratar suas causas é extremamente irresponsável. Procure um profissional e cuide bem do seu corpo!

 

Dan de Araújo é escritor, professor de idiomas e biólogo. O conteúdo apresentado no texto é fruto de pesquisa, devidamente validada pelo fisioterapeuta Santiago Munhos (CREFITO 3-81224-F). Em caso de dúvidas, contate-o!

 

Siga nossas redes sociais para mais informações:

 

Santibras Fisioterapia

Dan de Araújo