Fisioterapia feita no convênio não é fisioterapia

  • 7 de novembro de 2017

Muitas pessoas que me procuram dizem coisas do tipo: nunca fizeram avaliação em mim quando fiz fisioterapia pelo convênio, já fiz mais de 40 sessões de fisioterapia e desisti, eu achava que fisioterapia não funcionava ou não sabia que fisioterapia era assim, achava que era só ficar deitado.

Pois essas pessoas têm a visão da fisioterapia de convênio, feita em baias minúsculas, com um monte de gente no mesmo horário sem qualquer atenção ao paciente.

A fisioterapia de convênio não deveria nem ser considerada fisioterapia, porque lá você passa por um rodizio de aparelhos muitas vezes descalibrados que perdem sua função, passa de um aparelho para o outro sem qualquer supervisão de um profissional e na situação do próprio paciente aplicar nele mesmo o aparelho.

Fisioterapia de verdade é totalmente diferente disso que vemos em convênios ou no sus, umas das coisas que aprendi na faculdade e levo comigo é que o mais importante de tudo na fisioterapia é a avaliação inicial, pois, não adianta nada eu dominar as melhores técnicas de reabilitação se eu não sei o que eu devo reabilitar, portanto uma fisioterapia de qualidade se inicia no momento da avaliação, depois de anamnese e testes específicos somados à exames complementares podemos identificar qual a lesão a ser tratada e ainda mais, o que está causando aquela lesão, porque se não mudarmos o mecanismo de lesão, essa lesão vai voltar.

E por quê a fisioterapia do sus e de convênio nem sequer faz uma avaliação decente? A resposta é simples: o valor que eles pagam aos profissionais é muito baixo, muitas vezes não chegando à cinco reais por sessão, por isso essas clinicas lotam seus espaços com pessoas para aumentar o valor recebido por horário.

E por quê os profissionais aceitam convênios? Nem todo mundo estudou o suficiente na faculdade e fez cursos extras para se destacar no mercado, são fisioterapeutas medianos que precisam sobreviver e acharam nos convênios um meio de ganhar dinheiro e não de trabalho.

A Santibras fisioterapia se orgulha de fazer um trabalho individualizado e personalizado com seus clientes, buscando sempre o que é melhor para o tratamento, fazendo cursos, participando de congressos, se mantendo atualizado das mais novas técnicas e procedimentos para reabilitar seus clientes.

Se você precisa fazer fisioterapia, procure sempre um profissional que possa lhe atender da melhor forma, evite a conveniência de fazer fisioterapia pelo convênio, você só estará perdendo seu tempo e deixando de tratar no momento adequado.