Lombalgia: o que você precisa saber!

  • 15 de janeiro de 2019

Já falamos sobre como os pés e joelhos nos sustentam ao longo de todos os dias. Mas você já prestou atenção que dá cintura para cima quem manda é a região lombar? É a partir dela que podemos nos movimentar em todas as orientações, abaixar, sentar… toda a nossa sustentação é concentrada na lombar. Quanto mais sobrecarregamos uma parte do corpo, maiores serão as consequências, isso explica os exorbitante números da OMS. Segundo a organização, 80% da população mundial sofre com dores lombares, o que a faz perder a liderança apenas para as dores de cabeça. Continue lendo e saiba mais sobre como evitar e tratar.

 

As dores lombares podem estar ligadas a diversos problemas, hérnia de disco, infecções e até tumores. Na maior parte das vezes, a dor lombar é muscular. Essa dor pode vir de excesso de esforço muscular. A maneira mais conhecida de sobrecarga na região lombar é o aumento de peso. Pessoas com sobrepeso exigem mais da musculatura. Outra causa campeã é a rotina de cada um. No geral, o estresse e a postura que adotamos ao longo do dia podem contribuir com as dores na região. Sentar-se com postura inadequada – o que é muito comum- pode custar um belo sofrimento na região lombar. Fora o sedentarismo, cada vez mais adotado por conta da rotina. O estresse causa contração muscular em excesso, e é claro que isso também te cobrará um preço.

 

Para tratar a dor você precisará de repouso. Uma compressa de água quente pode ajudar a aliviar a dor. É claro que esse caso é para o início de uma crise, e é nesse momento que você deve buscar ajuda. Muitas pessoas acabam por utilizar relaxantes musculares, que costumam funcionar bem nos casos de lombalgia. O grande problema é a falta de vontade de tratar as causas. Há quem prefira viver medicando-se toda semana do que tratar o problema e não sentir mais.

 

Se você prefere não apresentar mais o problema, será necessário cuidar de todas as causas que podem melhorar. Atividade física e perda de peso são as primeiras questões a resolver. Aliado à atividade física, um tratamento com fisioterapia é indispensável. Se você sofre ou conhece alguém que luta contra dores na lombar, entre em contato e resolva!

 

Cuide muito bem do teu corpo!

 

Dan de Araújo é escritor, professor de idiomas e biólogo. O conteúdo apresentado no texto é fruto de pesquisa, devidamente validada pelo fisioterapeuta Santiago Munhos (CREFITO 3-81224-F). Em caso de dúvidas, contate-o!

 

Siga nossas redes sociais para mais informações:

 

Santibras Fisioterapia

Dan de Araújo