Já ouviu falar de ombro congelado?

  • 11 de abril de 2019

Também conhecida como capsulite adesiva (CA), a síndrome do ombro congelado é caracterizada especialmente por forte dor e perda de movimento do ombro. A capsulite adesiva é causada pela inflamação da cápsula que reveste a articulação do ombro. Essa cápsula tem como função a movimentação e estabilização do ombro.

 

A capsulite adesiva causa dor e limita a movimentação do ombro, por tornar-se rígida e causar dor. Um dos grandes problemas em relação à capsulite é ela poder ser idiopática – quando não se pode identificar sua verdadeira causa. Apesar disso, existem alguns critérios que podem aumentar seu risco:

 

Pessoas com mais de cinquenta anos;

Diabéticos;

Portadores de doenças autoimunes;

Situações pós AVC;

Desvios da tireoide;

 

Seu tratamento é feito através de fisioterapia, e tudo depende muito de qual fase da capsulite adesiva você se encontra. Vamos entender essas fases:

 

Fase inflamatória: É o início da inflamação, quando a dor aumenta progressivamente até a perda do movimento. Essa dor agrava-se no intervalo de semanas e costuma ser pior pela noite.

 

Fase de congelamento: Muitas vezes, ao chegar a essa fase o paciente não sente mais dor, mas a rigidez do ombro torna impossível o mais simples dos movimentos.

 

Fase de descongelamento: É o exato oposto da fase anterior, o ombro começa a recuperar os movimentos e a dor vem a desaparecer. O grande problema da fase de descongelamento é que além de poder levar cerca de dois anos, há uma grande chance de deixar sequelas.

 

O ideal é procurar o tratamento o mais rápido possível. O fisioterapeuta Santiago Munhos diz que o mais comum nos pacientes é procurar tratar quando encontra-se na fase de congelamento. E diz que o tratamento pode sim ser doloroso, mas seus resultados fazem valer a pena.

 

Ao menor sinal de dores nos ombros, procure saber do que se trata!

 

Cuide bem do seu corpo!

 

Dan de Araújo é escritor, professor de idiomas e biólogo. O conteúdo apresentado no texto é fruto de pesquisa, devidamente validada pelo fisioterapeuta Santiago Munhos (CREFITO 3-81224-F). Em caso de dúvidas, contate-o!

 

Siga nossas redes sociais para mais informações:

 

Santibras Fisioterapia

Dan de Araújo