Relação de tensão muscular com nossa postura

  • 26 de dezembro de 2017

Muitas vezes nosso corpo sofre por reflexo de problemas emocionais que temos, isso é conhecido como a somatização dos estresses emocionais.

São muitos os fatores que fazem chegar a produzir o estresse emocional. Entre eles, podemos mencionar o trabalho com a pressão do chefe, clientes, metas a serem batidas, a família com os problemas de relacionamento com o cônjuge, filhos e pais, além de outros fatores como trânsito. Porém, a situação se agrava quando o estresse emocional gera tensão física, a qual ocasionam contraturas musculares, rigidez e até dores de cabeça.

Com o passar do tempo se essas tensões musculares forem negligenciadas certamente trará um custo ao nosso corpo como alterações posturais.

E porque o estresse emocional pode causar alterações posturais? Simples, os dois principais músculos que sofrem por conta do estresse emocional são o diafragma e o trapézio, com a função do diafragma alterado, altera-se o padrão respiratório, fazendo com que a musculatura acessória da respiração trabalhe mais do que o necessário. E o trapézio tensionado eleva os ombros fazendo com que qualquer movimentos dos membros superiores sejam executados fora do seu eixo correto.

É comum o paciente procurar por tratamento fisioterápico para melhorar a postura, mas o que não é comum é esse tratamento físico estar relacionado com um tratamento psicológico, que no caso citado acima é a causa do problema.

Alguns hábitos podem ajudar a amenizar a tensão e melhorar a produtividade, somente nós mesmos podemos mudar nossa relação com o trabalho e torná-la mais prazerosa e efetiva. Mudando algumas práticas, inseridas gradualmente em nosso dia a dia, é possível reduzir o nível da tensão.

Coloco aqui cinco dicas que podem ajuda-lo a se relacionar melhor com o trabalho e ajudar a aliviar suas tensões.

1 Seja mais positivo

Começa por uma demonstração de respeito, um sorriso ou pequenas atitudes. Ponto simples e que deixa o clima muito mais leve, pois contagia quem está inserido no ambiente.

2 Mantenha bons relacionamentos

Isto faz com que a trajetória seja muito mais produtiva e rentável, tanto à empresa quanto ao profissional. Evitando conflitos surgem melhores perspectivas.

3 Faça algumas pausas durante o trabalho
Cuide da sua saúde. Faça pequenas pausas e respeite o funcionamento do seu corpo e da sua mente.

4 Tenha uma vida social, dedique-se ao lazer em horas vagas

Mesmo que sobre pouco tempo para a vida pessoal, é imprescindível que o profissional explore e reserve algumas horas para si mesmo e demais atividades, sejam elas físicas, sociais, entre outras.

5 Mude o seu jeito de encarar o trabalho
Aceite que frustrações e desafios árduos estarão em seu caminho na jornada profissional. Assim será mais fácil controlar estas situações, além de ter uma mentalidade preparada para momentos delicados.