Síndrome do digitador

  • 28 de maio de 2015

Com o avanço da tecnologia surgiram também doenças relacionadas à produtos que não existiam, um exemplo disso são as lesões por esforço repetitivo (LER) ou distúrbio osteomuscular relacionado ao trabalho (DORT), termos muito comuns em lugares em que o principal instrumento de trabalho é o computador.

Mas, os novos objetos vem tomando o lugar dos computadores como vilão do mundo moderno: são eles ostablets e  smartphones, sabemos que a falta de descanso em conjunto com posições impróprias trazem consequências silenciosas ao organismo podendo até exigir intervenção cirúrgica.

O dedo polegar apresenta anatomia mais estável e tem a função de fazer oponência aos demais dedos da mão. Os celulares cada vez mais finos obrigam o polegar a pressionar o segundo e  terceiro dedos com o aparelho entre eles, essa posição força a articulação da base do dedo polegar, que pode gerar desgaste da cartilagem desta articulação.

para prevenir as lesões no polegar, os usuários de smartphones precisam evitar a digitação por longos períodos e posicionarem o polegar de forma que fique contra os outros dedos e não ao lado. Os usuários de tablets devem deixam sempre o tablet apoiado em uma mesa, para não forçar a musculatura da cervical e da região da escápula.

Quando não há a prevenção e a dores se manifestam, cabe ao usuário buscar o tratamento adequado.

O tratamento consiste em alívio dos sintomas e melhora da biomecânica do usuário para voltar às suas atividades normalmente.

A Santibras Fisioterapia trata esse tipo de lesão com os melhores recursos existentes, a clinica fica localizada no Itaim Bibi, um dos melhores bairros da zona Sul de São Paulo.

Tags: