Dores no quadril: conheça e trate!

  • 31 de janeiro de 2019


Apesar de pouco comentada, a dor no quadril é bem comum e recorrente em pessoas de diversas faixas etárias e de ocupações diferentes. Não são raras as vezes em que pessoas ativas e saudáveis as sentem. Não costumam durar muito tempo e na maioria das vezes uma compressa  e repouso podem resolver. Contudo, nos casos mais persistentes não é recomendado pagar para ver. Fuja dos remédios que mascaram a dor e podem te levar a um quadro muito pior.

Hoje, trataremos de algumas possíveis causas de dores no quadril que são nada amigáveis e devem ser vistas com muita atenção. Caso suspeite de alguma das causas mencionadas aqui, procure ajuda imediatamente e tenha em mente que medicar-se deve ser, sempre, o último recurso.

Uma campeã das dores no quadril é a gravidez!

Devido à relaxina, o quadril das grávidas fica mais solto e pode causar um desconforto maior. Algumas mulheres optam por cintas que ajudam a estabilizar o quadril. A fisioterapia também pode ser uma forte aliada durante a gravidez.

Para os mais idosos, é comum ter as dores do quadril relacionadas com artrite ou artrose:

Como você já leu aqui no blog, artrite é como chamamos doenças que acometem nossas articulações. O quadril costuma ser uma das preferidas desse tipo de enfermidade. Para conhecer mais especificamente a artrite, leia este texto:

ARTRITE REUMATOIDE

Outra causa bem comum para dores no quadril é a bursite:

Neste caso temos uma dor que parece começar na bacia e se espalha pela coxa. A bursite é um tipo de inflamação muito presente nos dias atuais. Para saber mais, leia nosso texto:

BURSITE

Nervo ciático: apesar do nome nos levar a pensar em pessoas mais velhas, este tipo de problema vem acometendo cada vez mais jovens e acaba liderando o ranking de dores no quadril. Aqui no blog já falamos sobre. É um tipo de problema que merece uma atenção especial devido às proporções que pode tomar, além de sua imensa capacidade limitante.

LEIA MAIS SOBRE NERVO CIÁTICO CLICANDO AQUI

É claro que outros problemas podem ser tão relacionados ao quadril quanto os que foram aqui mencionados. Por isso é bom que você mantenha uma boa observação sobre o teu corpo e possa sempre contar com o auxílio do médico e do fisioterapeuta. Cuide muito bem do teu corpo e aproveite a vida sem sentir dores!

Dan de Araújo é escritor, professor de idiomas e biólogo. O conteúdo apresentado no texto é fruto de pesquisa, devidamente validada pelo fisioterapeuta Santiago Munhos (CREFITO 3-81224-F). Em caso de dúvidas, contate-o!

Siga nossas redes sociais para mais informações:

Santibras Fisioterapia

Dan de Araújo